Tagged: Copa 2014 Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • Menina da arquibancada 14:32 on 21/11/2010 Permalink | Responder
    Tags: Copa 2014,   

    A taça do mundo é nossa 

    Três sentimentos despertaram em mim quando vi esta imagem.

    Primeiro, ansiedade. Afinal, qualquer apaixonado por futebol está contando os dias e fazendo planos para 2014.

    Depois, preocupação. A preparação do Brasil está lenta e mal planejada.

    Por fim, sinto orgulho. Mesmo com todos os “poréns” (e são muitos!) que envolvem esse assunto, é muito maneiro receber a Copa do Mundo!

     
    • Jenny Lemos 17:33 on 23/11/2010 Permalink | Responder

      Concodo! tb tô super ansiosa, pra mim a ansiedade é dupla, pois além de ser um evento pra quem ama futebol, será o ano qu u estarei terminando de me graduar em produção cultural, então a expectativa pra tentar uma vaguinha ( nem que seja trabalhando de graça) fica maior ainda.
      parabéns pelo site e pelo bom gosto ( tb sou vascaína)
      bejo
      =*

    • Patricia 22:51 on 21/11/2010 Permalink | Responder

      Uhuu! Concordo contigoa miga! Bju!

    • Ana Paula Araujo 14:39 on 21/11/2010 Permalink | Responder

      É de se preocupar mesmo!!! Vcs viram as questões envolvendo o Ricardo Teixeira e a questão dos lucros na Copa 2014!!! Que pena pois eu espero ansiosamente pela Copa de 2014 e assim dá uma vergonha danada!! Mas nãopodemos nos calr e pedir por étivca e transparência!!! Bjs e estamos na luta!!! Mulheres mudandpo essa história triste que dirigem o futebol até hj!!!!

  • Menina da arquibancada 21:00 on 31/08/2010 Permalink | Responder
    Tags: Copa 2014,   

    Fonte Nova, Fielzão, Maracanã… novos estádios já! 

    Na Bahia, já demoliram a Fonte Nova.  Até São Paulo, que corria o risco de ficar fora da Copa, se mexeu e vai construir o Fielzão. O Rio de Janeiro tem que seguir o mesmo ritmo e começar logo as obras no Maracanã.
    nnn
    Me desculpe a torcida do Fluminense. Entendo a importância do estádio nesse momento do time. Só que atrasar (mais!) o início das obras pode comprometer o conforto de todos nós, torcedores – aliás, esse é um dos itens exigidos pela FIFA.
    nnn
    Se os estádios cumprirem as normas da entidade, nós mulheres poderemos, por exemplo, ter banheiros mais limpos e com estrutura adequada. Fala sério, banheiro em estádio de futebol é um horror, né?!?
    nnn
    Veja esse relato:

    “Torcedoras de vários times apontam a pior situação que uma mulher tem de enfrentar: fazer xixi em banheiros decadentes de estádios. ‘Não faço xixi em estádio, nem passo perto’, diz a corintiana Priscila.

    Já a são-paulina Amanda de Oliveira tem seu “favorito” no ranking dos piores banheiros dos estádios nacionais. ‘No de Ipatinga (MG), a privada era um buraco no chão. A gente ficou apertada durante todo o jogo.’ “

    (fonte: http://www.espbr.com/noticias/lugar-mulher-torcida)

    Triste, minha gente!

    Fila no banheiro feminino do estádio dos Aflitos

    Governos e entidades privadas que estão apoiando a construção e reforma dos estádios brasileiros deveriam dar mais de atenção às torcidas femininas. O número de mulheres que frenquenta as arquibancadas vem aumentando muito – especialmente após o Estatuto dos Torcedores. Entrentanto, a gente ainda tem que submeter a situações como essa aí.

    E é por isso também que eu defendo que as reformas comecem logo – no Maracanã e em todos os estádios que vão sediar jogos da Copa 2014.

     
  • Menina da arquibancada 23:41 on 09/08/2010 Permalink | Responder
    Tags: Copa 2014,   

    Seleção de Mano Menezes tem “futuros Decos” 

    Depois de 13 anos na Europa, Deco voltou ao futebol brasileiro. Antes de desbravar gramados europeus, o luso-brasileiro pouco havia atuado no Brasil. Iniciou a sua vida no futebol juvenil do CSA de Alagoas e, entre 96 e 97, passou pelo Juventus da Mooca, Nacional da Barra Funda (SP), transferiu-se para o Corinthians e foi vendido para o Benfica. O restante dessa história, a gente conhece: Porto, Barcelona, Chelsea e Fluminense, aos 32 anos.

    Na renovada seleção de Mano Menezes, alguns atletas tiveram o início da trajetória futebolística parecido com o de Deco. Carlos Eduardo (meia), David Luiz (zagueiro), Ederson (meia), Rafael (lateral direito) e Henrique (zagueiro) jogaram pouco tempo em clubes nacionais e foram muito cedo para a Europa. Desconhecidos pela torcida brasileira, alguns já são ídolos lá fora e todos têm futuro promissor (leia mais sobre eles).

    davidluiz

    Ídolo do Benfica, David Luiz é um dos convocados que fazem carreira na Europa

    Por isso, o desfecho das carreiras desses meninos pode ser o mesmo de Deco. Não imagino nenhum deles voltando ao futebol nacional antes de se consolidarem na Europa. Acho mais provável vê-los jogando no Brasil pela seleção, em 2014, antes de voltarem a vestir o uniforme de um clube brasileiro. Um lamento para a torcida e uma lição para os dirigentes.

    nnnnn

     
  • Menina da arquibancada 22:50 on 08/07/2010 Permalink | Responder
    Tags: Copa 2014,   

    De olho na Copa de 2014 

    Logotipo oficial da Copa de 2014

    Com a Copa de 2010 chegando ao fim, é hora de começarmos a nos preparar para receber o próximo mundial. Pensando nisso, a livraria Travessa do Shopping Leblon e a editora iVentura reunirão nesta sexta-feira (9/7), a partir das 19h, os jornalistas Luiz Mendes e José Rezende na mesa redonda “Brasil 2014”.

    nnnnnn
    O público será convidado a debater sobre temas como temas “A identificação da torcida brasileira com a seleção”, “Como evitar os erros de 2010”, “Quais jogadores estarão na seleção em 2014?”, “A pressão de disputar uma Copa em casa”, dentre outros. Uma boa oportunidade para colocarmos ao vivo as opiniões que a gente veicula pela internet.
    nnnnn
    Vascaínos tem um motivo a mais para ir

    "Expresso da vitória" é relembrado em livro

    No mesmo local, Alexandre e Jefferson lançam o livro “Um Expresso Chamado Vitória”, sobre o famoso time do Vasco dos anos 40. A obra conta toda a trajetória do time vascaíno que ficou conhecido como “Expresso da Vitória”, desde a chegada dos craques, passando por todos os jogos e conquistas.

     
  • Menina da arquibancada 02:14 on 08/07/2010 Permalink | Responder
    Tags: , Copa 2014,   

    Goleiro Bruno (e #ForaRicardoTeixeira) 

    Depois da eliminação da Copa do Mundo, o futebol brasileiro vivencia mais um capítulo da sua trajetória trash, protagonizado agora pelo goleiro Bruno, do Flamengo. Muitos adjetivos podem descrever essa situação, mas vou usar aqui um muito simples: lamentável.

    É lamentável que um ídolo de uma grande torcida seja indiciado como mandante de um crime bárbaro, cruel e hediondo. Especialmente quando, em pouco mais de seis meses,  ele é o terceiro jogador do atual clube campeão brasileiro a ganhar destaque no noticiário policial como acusado.

    Mais lamentável ainda é saber que não é a primeira vez que um jogador do futebol brasileiro é acusado – e preso – pela morte de alguém. Quem não se lembra do caso Edmundo, em 95? Sem falar nos incontáveis casos de prisões por falta de pagamentos de pensões alimentícias – que nesse contexto chegam a ser irrelevantes.

    Toda essa movimentação de ídolos nas delegacias é mais um sintoma da lamentável crise que vive o futebol brasileiro. Além de tudo o que já se falou sobre a gestão do esporte nos últimos 20 anos, os nossos jogadores são cada vez menos atletas e cada vez mais artistas de um show de horrores – dentro e fora de campo.

    É bem verdade que o futebol nunca foi um esporte jogado só por bons meninos. Entretanto, até a década de 70, era possível apontar os bad boys da bola no Brasil. Mas, lamentavelmente, a minha geração cresceu vendo seus ídolos – e clubes – envolvidos em escândalos policiais.

    E é lamentável que a gente acabe achando “normal” essa lógica invertida que se estabeleceu no Brasil. Enquanto ficamos aqui fazendo graça da nossa desgraça, os clubes europeus se profissionalizaram e ganharam status no cenário mundial da bola. Isso explica o êxodo de nossos craques e o retorno de alguns que não se adaptam à rotina de atleta exigida no Velho Continente.

    O Brasil só não perdeu mais prestígio porque temos o dom natural do futebol e ainda somos um dos maiores celeiros de craques do mundo (senão o maior). Mas com os resultados recentes da nossa seleção e a lamentável situação do futebol por aqui esse jogo pode virar a nosso desfavor.

    A Copa de 2014 é a chance de assegurar nosso lugar de direito. Mas enquanto a administração do futebol no Brasil não for profissional, clubes e atletas jamais o serão. Por isso, reforço o coro da torcida mais uma vez: #ForaRicaroTeixeira!

    Em tempo: é lamentável que esse assunto tenha mais relevância do que a semi-final da Copa do Mundo

    nnnn

     
c
Compose new post
j
Next post/Next comment
k
Previous post/Previous comment
r
Responder
e
Editar
o
Show/Hide comments
t
Go to top
l
Go to login
h
Show/Hide help
shift + esc
Cancelar
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: