Coréia do Norte

Especial Copa 2010

MISTÉRIO DE VERMELHO

Sem participar de mundiais há 44 anos, a Coréia do Norte é uma icógnita. E não apenas pelos treinos ultrasecretos durante a preparação na África do Sul.

A seleção norte-coreana chega à Copa credenciada pela ótima campanha nas eliminatórias: em 16 jogos, foram nove vitórias, cinco empates e apenas duas derrotas. Ao mesmo tempo, nos últimos anos, não enfrentou nenhuma das outras seleções que vão ao mundial – a não ser as do continente asiático.

Jogando no 3-5-2, a equipe não tem grandes nomes mas tem bom trabalho de grupo, especialmente no setor defensivo. O craque do time é o meia-atacante Hong Yong-Jo, que joga no FC Rostov, da Rússia. O jogador, que, dependendo do esquema, pode ser escalado no meio ou no ataque, é o principal motor ofensivo da equipe.

Poderia ser uma surpresa, se tivesse caído em outro grupo. Enfrentando Brasil, Costa do Marfim e Portugal a Coréia do Norte tem poucas chances de avançar.

Craque do time:
Nome: Hong Yong-Jo
Clube: FC Rostov
Posição: meia-atacante
Especialidade: cria boas jogadas, tem bom chute