Muricy preferiu a segurança do Fluminense

Depois de levar o Fluminense à liderança do Campeonato Brasileiro, mesmo sem a chegada dos reforços, Muricy Ramalho não quis trocar o certo pelo incerto. E é compreensível a escolha do treinador, já que a seleção lhe apresentava mais riscos do que oportunidades.

No clube, Muricy apenas iniciou um trabalho que tem se mostrado promissor e com chance de deslanchar após a chegada de reforços. Já na seleção brasileira, o treinador teria que recomeçar do zero e montar ele mesmo um projeto de longo prazo, com mais pressão e, talvez, menos apoio.

Afinal, Muricy foi convidado pelo mesmo Ricardo Teixeira que, quatro anos atrás, colocou Dunga no comando da seleção. Mas após a eliminação na África do Sul, não assumiu qualquer parcela de culpa, demitiu o ex-treinador por telefone e foi à imprensa novamente com discurso de renovação.

Muricy optou pelo projeto tricolor

É verdade que o Campeonato Brasileiro não está nem na metade e ainda há muito trabalho a ser feito no Fluminense. Mesmo assim, me parece que a decisão de Muricy tenha sido pautada na segurança de um projeto que o clube afirma ter desde que levou o técnico para as Laranjeiras.

nnnnn

Anúncios