Adriano: aposta de (alto) risco

Foi coerente a posição da diretoria do Flamengo de não trazer Adriano de volta à Gávea. Mesmo tendo sido ídolo, o jogador foi um retrato da má fase vivida pelo clube em 2009. E a sua passagem pelo Roma não demonstra qualquer evolução desde que saiu do Brasil.

Luiz Augusto parece ter encerrado o assunto, mas por Ronaldinho as portas estariam abertas. A torcida apoia o retorno do jogador e já chegou a insiunuar um pedido de demissão de Luxemburgo, caso a contratação não aconteça.

É compreensível que o torcedor sinta falta de Adriano. O time rubro-negro precisa de um homem-gol e ele, tecnicamente, é indiscutível. Mas também não é novidade a sua habilidade para se envolver em confusões. O jogador foi um retrato da má fase vivida pelo clube no ano passado.

Luxa e a diretoria terão que aturar a cobrança por gols. Mas se forem avaliar a contratação de um atacante, acertam ao deixar Adriano fora das opções.