#Fail: a imprensa e a seleção feminina

Quem acompanhou o twitter do blog na última sexta-feira, percebeu minha indignação com a falta de atenção da imprensa com o Sul-Americano Feminino. Enquanto a nossa seleção está no Equador disputando vaga para o Mundial 2011 e para as Olimpíadas 2012, jornais e canais de TV ignoram a competição. Até a cobertura nos portais de notícias na internet está absolutamente burocrática.

O Brasil tem a melhor jogadora do mundo e um dos clubes mais respeitados no futebol feminino sul-americano (Santos). Esses já seriam motivos suficientes para as meninas ganharem mais espaço na imprensa nacional. Porém, ainda tem o fato de que o país vai sediar o Mundial da categoria em nove anos.

Já está mais do que na hora de a imprensa local começar a dar atenção ao futebol feminino brasileiro que, mesmo sem apoio, é reconhecido entre os melhores do mundo. A desculpa de que não atrai o interesse do público, pra mim, não cola.

Marta é um dos nomes mais respeitados pelo torcedor brasileiro quando se trata de esportes – não à toa ela foi a única boleira presente na última lista da Reader’s Digest/Ibope. Será que ela e a seleção feminina teriam audiência menor do que a competição de basquete que está sendo transmitida pelo Sportv nos mesmos dias e horários dos jogos do Brasil no Sul-Americano Feminino de Futebol?

Enquanto isso, só é possível acompanhar o placar dos jogos em tempo real num site de apostas. Confira os dias e horários das partidas do Brasil e reserve seu lugar… em frente ao computador!

Depois de ganhar a segunda medalha de prata em Olimpíadas, a seleção brasileira feminina ainda pedia apoio para a categoria. Clique na foto e leia a matéria

Anúncios